Você vai esperar um acidente fatal acontecer para adequar sua empresa?

Acidentes envolvendo profissionais que trabalham com eletricidade são mais comuns do que se imagina.

A magnitude do problema é tão grande, que a Abracopel – Associação Brasileira para a Conscientização dos Perigos com Eletricidade – realiza desde 2013 um levantamento da quantidade de acidentes (fatais e não fatais) de profissionais envolvidos com eletricidade. 

Segundo comparativo divulgado, no Anuário Estatístico da Abracopel, de 2013 a 2018 foram registrados 118 acidentes por choque elétrico, com vítimas fatais, de profissionais eletricistas que atuam em empresas. 

Preste atenção: 118 mortes por choque elétrico, de profissionais que trabalham com eletricidade dentro de empresas, nos últimos 7 anos, é o mesmo que dizer que, ao menos 1 eletricista profissional que trabalha em empresas, morre por mês, devido ao choque elétrico. 

Estas estatísticas acendem um alerta importante para o setor industrial brasileiro, que direta ou indiretamente, possuem profissionais que interajam com instalações elétricas e serviços com eletricidade: como um profissional, envolvido com eletricidade, pode ser vítima da sua própria profissão?

Você sabe qual o objetivo da NR 10?

A NR 10 é principal Norma Regulamentadora que estabelece os requisitos e condições mínimas para a implementação de medidas de controle e sistemas preventivos, de forma a garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores que, direta ou indiretamente, interajam em instalações elétricas e serviços com eletricidade.

Ficou interessado em saber mais sobre a NR 10? Consulte a norma através deste link 👉 Acesse aqui e conheça mais detalhes.

Vale a pena frisar este trecho: “[…garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores…]”

Deste modo, você deve estar pensando: Como assim? Profissionais de eletricidade estão morrendo por acidentes com choque elétrico dentro das empresas onde trabalham, e as medidas necessárias para a implantação da proteção contra choques elétricos não estão sendo consideradas?

Definitivamente, é inadmissível que isto aconteça, mas, isto é mais comum do que você imagina, principalmente quando nos deparamos com empresas que prestam serviços para a realização da implementação/adequação da NR 10, e simplesmente não consideram as medidas de proteção contra choques elétricos na implementação do projeto.

Saiba mais sobre Medidas de Proteção Contra Choques Elétricos nos Artigos desenvolvidos por quem entende profundamente do assunto, João Gilberto Cunha. 👉 Clique aqui.

Itens importantes que você deve considerar no momento da contratação dos serviços de adequação da NR 10

De nada vale você contratar uma empresa que lhe afirma que todos os itens previstos na NR 10 serão entregues, sem que seja considerado um fator de suma relevância: a visita técnica presencial, ou seja o acompanhamento em campo da obra, no qual garante que todos os itens propostos no projeto estão sendo devidamente realizados. 

Aqui vale um alerta:  cuidado com os pacotes completos que prometem “resolver seu problema” de NR-10.

Somente quem tem autoridade e credibilidade no assunto irá garantir que todos os itens propostos pela Norma NR 10 serão devidamente cumpridos. 

Com 26 anos de experiência, a Mi Omega tem em seu corpo diretivo profissionais que fazem parte da comissão de estudos das normas de Instalações Elétricas de Média e Baixa Tensão da ABNT | Associação Brasileira de Normas Técnicas, o que garante que o serviço prestado à sua empresa será de qualidade e de confiança.

Confira abaixo 11 motivos para você realizar a adequação da NR 10 com a Mi Omega Engenharia:

  1. Análise e interpretação das normas de instalações elétricas de baixa e média tensão e da NR-10
  2. Consultoria na implantação da NR-10
  3. Workshop para preparação da adequação à NR-10
  4. Inspeção das instalações visando determinar as não conformidades
  5. Auditoria nos procedimentos e medidas de controle visando determinar as não conformidades
  6. Análise e elaboração de procedimentos de segurança
  7. Determinação das medidas de controle adequadas nas instalações elétricas, de forma garantir a segurança dos trabalhadores e usuários
  8. Estudos dos efeitos dos arcos elétricos e especificação das vestimentas adequadas
  9. Levantamento do diagrama unifilar atualizado (as built)
  10. Análise da conformidade das proteções
  11. Treinamento dos trabalhadores sobre os riscos elétricos e a escolha das medidas de controle adequadas

Com eletricidade não se pode deixar para amanhã, aquilo que se pode fazer hoje, pois amanhã poderá ser tarde e mais uma vítima poderá ser fatal!

Contate hoje mesmo a Mi Omega Engenharia. Acesse o link ao lado do site: www.miomega.com.br 

Leave a Comment